Dr. Lísias Nogueira Castilho -Urologista
Fone: 19-32130301 / 19-32413155
Rua Dr. Albano de Almeida Lima, 489

Jardim Guanabara
Campinas, SP CEP 13073-131


Dra. Silvia Diez Castilho - Pediatra
Fone: 19-25136091
Rua Dr. Emilio Ribas, 805 - CJ 42
Cambuí
Campinas, SP
CEP 13025-142
Água para o recém-nascido PDF Imprimir E-mail
Escrito por Dr. Lisias Castilho   

Você sabia que a falta de água no corpo de um recém-nascido pode causar febre? Isto mesmo, a desidratação, o nome científico para a falta de água no corpo, pode dar como primeiro sinal a febre quando o doente é um bebezinho.
É comum que recém-nascidos cheguem ao pronto socorro com febre e durante a consulta o médico percebe que a causa da febre é a falta de água no seu organismo.
A desidratação num corpinho de bebê é muito fácil de acontecer. Em poucas horas ela pode instalar-se no organismo, provocando alterações sérias e trazendo riscos sérios à criança.
Muitas mães, com medo de que seus filhos larguem o peito, caso ofereçam a “chuca”, deixam de dar chá ou água para a criança.
O leite materno, por ser pobre em sal, dá pouca sede na criança.
Em dias frios, quando a quantidade de água perdida pela pele através do suor é menor, muitas vezes só o peito repõe esta perda. Em dias quentes, no entanto, no período mais agudo do verão, só o leite não é suficiente para repor a água necessária. Nestes casos, se não for oferecido mais líquido à criança, sua temperatura pode subir, determinando a febre.
Sempre se deve oferecer água ou chá ao bebê, principalmente se estiver recebendo leite de vaca. O bebê não tem gula. Ele pode tomar o quanto quiser de água.
A água pode ser filtrada ou fervida e oferecida à temperatura ambiente. O chá pode ser de camomila ou erva-doce, adoçado com açúcar próprio para recém-nascidos. A proporção é de uma colher de chá de açúcar para um copo de chá, mais ou menos.
Qual é o melhor horário para se oferecer água ou chá para o bebê? Em princípio, não existe um horário mais adequado. A mãe deve aproveitar um momento em que a criança estiver acordada, inquieta e ainda não for hora de mamar, ou quando levar a criança para o banho de sol.
É preferível oferecer água e o bebê não tomá-la do que não oferecer e o líquido faltar para a criança.