Back

Pele seca (xerodermia)

Pele seca (xerodermia)

O que é a Xerose?

Xerose é o termo médico usado para designar pele seca. A palavra vem do grego “xero”, que significa “seco”; e “osis” que significa “doença”. É causada pela falta de água na pele, que pode ser decorrente do envelhecimento (xerose senil) ou por doenças subjacentes como diabetes. O resultado é pele seca, áspera e tensa, que pode progredir tornando-se muito áspera, até descamar ou descascar.

O xeroderma resulta da descamação atrasada das células superficiais da pele, o que produz escamas brancas finas. Os fatores de risco de a xerose incluem:

  • Residir em local cujo clima seja frio e seco
  • Idade avançada
  • Dermatite atópica
  • Banhos muito quente
  • Uso excessivo de sabonetes esfoliantes.

A pele seca nas mãos pode inflamar-se, levando à dermatite da mão (eczema nas mãos).

Xerose – sinais e sintomas

Xerose é um problema comum a milhões de pessoas, afetando-as de forma crônica ou aguda. Assim como fatores dão suporte à hidratação cutânea, a falta de água dentro da pele pode manifestar-se clinicamente de diferentes maneiras. O mais comum é que a pele seca apresente alguns destes sintomas, enquanto a pele muito seca geralmente tem todos estes sintomas até certo grau.

  • Tensão é causado pela pele que perde a elasticidade por causa da desidratação. A pele torna-se menos flexível quando está desidratada e perde volume quando há uma deficiência de umidade.
  • Aspereza também é causada pela secura que aumenta a morte de células nas camadas superiores de pele, deixando uma camada mais grossa destas células na superfície.
  • Pele escamosa é semelhante à pele áspera, só que a camada superior de pele, ou estrato córneo, torna-se seca e inflexível.
  • Pele flocada ocorre quando as escamas de pele seca descascam. Às vezes assemelha-se a um tipo de pó fino.
  • Coceira é outro resultado da secura e é uma reação impulsiva ao desconforto causado pela tensão e fraqueza da pele.
  • Sensibilidade é causada pela pele seca incapaz de evitar a penetração na superfície cutânea de agentes irritantes, como, por exemplo, água quente, perfumes e outras substâncias com potencial irritativo. Porém a pele sensível nem sempre é originada pelo ressecamento.

 

A pele seca pode ocorrer em qualquer região do corpo, embora predomine em áreas localizadas que são mais afetadas que o resto do corpo.

Coceira (devida à secura) pode ser um dos
resultados do tensão e mal funcionamento da pele

Condições inflamatórias tais como dermatite atópicae psoríase sempre atingem áreas localizadas de pele com xerose. Leia mais sobre PsoríaseDermatite atópica .

O diagnóstico do xeroderma baseia-se em avaliação clínica.

Xeroderma (xerose) de uma extremidade
Xeroderma (xerose) de uma extremidade
Xeroderma (xerose) das mãos
Xeroderma (xerose) das mãos
Pele seca, áspera e esticada também pode
ocorrer no rosto.
Woman´s forehead looking red and flaky

Tratamento

  • Evite o ar seco gastando menos tempo ao ar livre em climas quentes e frios e use um umidificador dentro de casa quando o aquecimento estiver ligado.
  • Reduza o tempo gasto sob a água quente tomando duchas rápidas em vez de banhos quentes e mais longos.
  • Use luvas ao lavar a louça, isso evitaria o contato da pele com a água quente e detergentes que podem agredir a pele das mãos.
  • Use roupas feitas de materiais naturais como o algodão e a seda, que não irritam a pele. A lã é natural, mas pode irritar a pele atópica, e deve ser evitada.
  • Utilize sabão neutro para lavar as roupas, de preferência sem corantes ou perfumes, pois estes ativos podem ficar na roupa após a lavagem e causar irritação na pele seca e sensível.
  • Hidratantes cutâneos devem ser usados com frequência, especialmente logo após o banho, para diminuir a perda de água transepidérmica. Hidratantes mais espessos, como aqueles à base de petrolato ou óleo são mais eficazes do que loções à base de água, embora loções à base de água possam ser mais bem toleradas em climas mais quentes. Hidratantes com aditivos como ceramidas, ácidos alfaglicólicos (p. ex., ácidos lático, glicólico e pirúvico) e ácidos betaglicólicos (p. ex., ácido salicílico) são comumente muito utilizados.

Os pacientes que desenvolvem dermatite das mãos, às vezes, exigem corticosteróides tópicos para diminuir a inflamação e manter a barreira cutânea.

Procure sempre orientação profissional caso  você apresente algum desses sintomas.

Fonte: Por James G. H. Dinulos, MD, Geisel School of Medicine at Dartmouth traduzido por Momento Saúde