Back
Image Alt

Suspensão de importação de medicamentos

Anvisa suspende importações de medicamentos específicos após identificação de lotes falsificados em circulação no país.

Atenção! A Anvisa alerta aos pacientes, profissionais, planos e serviços de saúde, bem como empresas envolvidas direta ou indiretamente na importação de medicamentos, sobre a publicação da Resolução-RE Nº 3.497, de 4 de setembro de 2020 (https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/resolucao-re-n-3.497-de-4- de-setembro-de-2020-276376053), que suspendeu a importação de quaisquer medicamentos provenientes das empresas Ankara Turkeli Ecza Deposu LTD.STI, Poros Pharma e Karen Ilac Ecza Deposu Ithalat Ihracat A.S, independente da modalidade de importação. Tal medida foi necessária, pois foram identificados em circulação no país lotes falsificados dos medicamentos Soliris, Defibrotide e Harvoni, cujas investigações concluíram serem originados dessas empresas, sediadas na Turquia. Em que pese a suspensão, a oferta no mercado brasileiro dos medicamentos descritos acima, ou quaisquer outros, não deve ser prejudicada, visto que tais empresas não são as principais fornecedoras para estes medicamentos, atuando basicamente em processos de micro importação. Contudo, orientamos a todos que tenham compras internacionais de medicamentos em andamento que verifiquem com os responsáveis pelo processo de importação a origem dos medicamentos, evitando a aquisição de unidades diretamente dessas empresas ou que tenham sido fornecidas a exportadores terceiros por estas, de forma a não prejudicar os tratamentos em andamento ou que serão iniciados, pois as unidades advindas destas empresas não poderão ser internalizadas durante o controle aduaneiro. A Anvisa permanece em contato com as autoridades regulatórias dos países envolvidos nos casos de falsificação. No entanto, por causa das poucas informações conseguidas até o momento em relação a essas três empresas, e considerando o risco iminente à saúde que medicamentos falsificados representam, decidiu-se suspender as importações de quaisquer medicamentos com estas origens, de forma preventiva e visando proteger a saúde da população, enquanto não sejam obtidas evidências que assegurem que as investigações necessárias foram conduzidas, objetivando encontrar as causas e origem dos medicamentos falsificados, incluindo a adoção de ações corretivas apropriadas para a garantia da autenticidade dos medicamentos exportados por essas empresas. A Anvisa segue atuando em consonância com sua missão institucional de promover e proteger a saúde da população brasileira.

Nós do momento Saúde informamos que existe empresas sérias exemplo, a empresa Global pharma service que tem seus parceiros e fornecedores homologados pela FDA (Anvisa Americana e EMA (Anvisa Europeia) e Anvisa .

O Grupo GPS já atendeu mais de 3.200 pacientes com doenças raras com necessidade de medicamentos importados…

Para saber mais …Ligue gratuitamente para 0800-5007077

https://www.globalpharmaservices.com/

 

Fonte: portal.anvisa.gov.br/noticias/