Back
Image Alt

Momento Saúde

Artrite psoriática

A artrite psoriática é uma espondiloartrite e uma forma de inflamação articular que ocorre em algumas pessoas que têm psoríase de pele ou unhas.

Inflamação das articulações pode se desenvolver em pessoas que têm psoríase.

As articulações comumente envolvidas incluem os quadris, joelhos e as mais próximas das pontas dos dedos das mãos e dos pés.

O diagnóstico é estabelecido em função dos sintomas.

Anti-inflamatórios não esteroides, medicamentos antirreumáticos modificadores da doença (como metotrexato), ciclosporina e inibidores do fator de necrose tumoral podem ajudar.

A artrite psoriática é um tipo de espondiloartrite.

A artrite psoriática assemelha-se à artrite reumatoide, mas não produz os anticorpos característicos da artrite reumatoide. A artrite psoriática ocorre em cerca de 30% dos indivíduos com psoríase (uma doença cutânea que causa erupções avermelhadas e escamosas, espessamento e pontilhado das unhas). As pessoas com um determinado gene (HLA-B27) e as que têm familiares afetados estão em maior risco de artrite psoriática na coluna. A causa da artrite psoriática é desconhecida.

Sintomas

A inflamação geralmente afeta as articulações mais próximas das pontas dos dedos das mãos e dos pés, embora outras articulações, incluindo os quadris, joelhos e coluna, sejam frequentemente afetadas também. Muitas vezes, as articulações dos membros superiores são mais afetadas. Dor nas costas pode estar presente.

Artrite psoriática (Dactilite)
Artrite psoriática (Dactilite)
© SPRINGER SCIENCE+BUSINESS MEDIA

As articulações podem tornar-se inchadas e deformadas quando a inflamação é crônica. A artrite psoriática afeta as articulações assimetricamente (um lado do corpo mais intensamente do que o outro), mais do que a artrite reumatoide e envolve menos articulações. Tendões ou ligamentos podem ficar inflamados nos locais em que se fixam aos ossos (chamado entesite). Algumas pessoas com artrite psoriática também têm fibromialgia, que causa dor muscular, rigidez articular e fadiga.

A erupção cutânea da psoríase pode aparecer antes ou depois da artrite se desenvolver. Às vezes, a erupção não é notada porque ela está escondida no couro cabeludo, umbigo ou dobras da pele, como entre a parte de trás das nádegas e coxa. Às vezes, os sintomas cutâneos e articulares aparecem e desaparecem juntos, mas frequentemente os sintomas cutâneos são mais graves do que os sintomas articulares ou os sintomas articulares são mais graves.

Psoríase do couro cabeludo
Psoríase do couro cabeludo
DR P. MARAZZI/SCIENCE PHOTO LIBRARY
Psoríase dos cotovelos
Psoríase dos cotovelos
SCIENCE PHOTO LIBRARY

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico
  • Exames de sangue
  • Radiografias

O diagnóstico da artrite psoriática é feito através da identificação da inflamação das articulações característica em uma pessoa que sofre de artrite e psoríase. Os médicos também perguntam às pessoas se elas têm um histórico familiar de psoríase.

Não há exames para confirmar o diagnóstico, mas exames de sangue para fator reumatoide são feitos para excluir artrite reumatoide e radiografias são feitas para mostrar a extensão das lesões articulares.

Prognóstico

O prognóstico para a artrite psoriática geralmente é melhor do que o para artrite reumatoide, pois menos articulações são afetadas. No entanto, as articulações podem ser lesionadas gravemente.

Tratamento

  • Medicamentos antirreumáticos modificadores da doença
  • Inibidores do fator de necrose tumoral

O tratamento da artrite psoriática visa controlar a erupção cutânea e aliviar a inflamação das articulações. Vários medicamentos que são eficazes no tratamento da artrite reumatoide ( Artrite reumatoide (AR) : Medicamentos para artrite reumatoide) também são utilizados para tratar a artrite psoriática, particularmente medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), medicamentos antirreumáticos modificadores da doença (DMARDs – especialmente metotrexato), ciclosporina e inibidores do fator de necrose tumoral (FNT) (tais como adalimumabe, etanercepte, infliximabe, certolizumabe pegol e golimumabe). Inibidores do FNT são particularmente eficazes para a artrite psoriática.

Ustequinumabe, administrado por injeção, e apremilaste, tomado por via oral, são outros agentes biológicos que podem ser usados para tratar artrite psoriática moderada a grave.

Secukinumabe, um antagonista do receptor da interleucina-17A, também pode reduzir a inflamação e os sintomas articulares.

Fonte: Por Apostolos Kontzias , MD, Stony Brook University School of Medicine

 

Sorry, the comment form is closed at this time.