Back

Dermatite de contato Atópica

Dermatite de contato (uma erupção alérgica resultante do contato direto com uma substância em particular). A erupção cutânea coça muito, mantendo-se limitada a uma área específica, e geralmente com bordas bem definidas.

As substâncias podem causar inflamação cutânea por um de dois mecanismos:

  • Irritação (dermatite de contato irritante)
  • Reação alérgica (dermatite de contato alérgica)

Dermatite de contato irritante

Esse tipo de dermatite, que corresponde a 80% de todos os casos de dermatite de contato, ocorre quando uma substância química causa um dano direto na pele. A dermatite de contato irritante causa mais dor do que coceira. Substâncias irritantes típicas são:

  • Ácidos
  • Álcalis (como os desentupidores de ralo)
  • Solventes (como a acetona nos removedores de esmalte)
  • Sabões fortes
  • Certas plantas (como poinsétias e pimentas)
  • Líquidos corporais (como urina e saliva)

Algumas dessas substâncias provocam alterações na pele em poucos minutos, ao passo que outras requerem um tempo de exposição mais prolongado. Mesmo os sabões e detergentes suaves podem irritar a pele, depois de um contato frequente ou prolongado. A sensibilidade da pele aos irritativos varia conforme as pessoas. A idade da pessoa (pessoas muito jovens ou muito idosas) e o ambiente (umidade baixa ou temperatura alta) são outros fatores que influenciam a manifestação ou não de dermatite de contato irritante.

Dermatite de contato alérgica

Esse tipo de dermatite é uma reação do sistema imunológico do corpo a uma substância que esteve em contato com a pele. Quando a pele entra em contato com a substância pela primeira vez, a pele se torna sensível àquela substância. Por vezes, uma pessoa pode ficar sensível à substância com apenas uma exposição e, em outras ocasiões, a sensibilização ocorre depois de muitas exposições. Quando uma pessoa fica sensível, a exposição seguinte causa coceira e dermatite, num prazo de 4 a 24 horas, apesar de algumas pessoas, especialmente as idosas, não desenvolverem qualquer reação antes de 3 ou 4 dias.

Milhares de substâncias podem causar dermatite de contato alérgica. As mais comuns incluem substâncias encontradas em:

  • Plantas (como hera venenosa)
  • Borracha (incluindo látex)
  • Antibióticos
  • Fragrâncias
  • Conservantes
  • Alguns metais (como níquel e cobalto)

Cerca de 10% das mulheres são alérgicas ao níquel, um componente frequente das joias. As pessoas podem usar (ou estar expostas a) determinadas substâncias, durante muitos anos, sem problemas e, de repente, desenvolver uma reação alérgica. Mesmo as pomadas e as loções, usadas no tratamento da dermatite, podem provocar essa reação. Também é possível desenvolver dermatite ao estar em contato com qualquer material que uma pessoa manipule ou toque enquanto trabalha (dermatite laboral ou ocupacional).

Às vezes, a dermatite de contato surge somente depois de uma pessoa tocar em determinadas substâncias e, em seguida, expor a pele à luz solar (dermatite de contato fotoalérgica ou fototóxica). Essas substâncias incluem:

  • Protetores solares
  • Loções pós-barba
  • Certos perfumes
  • Certos antibióticos aplicados na pele
  • Alcatrão de carvão
  • Óleos
  • Plantas

Na dermatite fotoalérgica, a reação pode se disseminar para áreas da pele que não foram expostas ao sol.

Causas frequentes de dermatite de contato alérgica

 

  • Substâncias químicas usadas na fabricação de calçados ou peças de vestuário: agentes de curtimento de couro, aceleradores da borracha e antioxidantes em luvas, sapatos, roupa íntima e outras peças de vestuário; corantes
  • Cosméticos: Substâncias químicas depilatórias, tintas para cabelo, esmalte das unhas, removedor de esmalte, desodorantes, hidratantes, loções pós-barba, perfumes, protetores solares.
  •  Fragrâncias: encontradas em artigos de higiene, sabonetes e produtos domésticos perfumados (como detergentes)
  • Metais: níquel, cobalto, cromatos, mercúrio, ouro
  • Plantas: hera venenosa, carvalho venenoso, sumagre venenoso, ambrósia, prímula, cardo, cascas de manga, cascas de caju
  • Borracha (incluindo látex): luvas, preservativos, cateteres, balões
  • Substâncias no ar: pólen de tasneiras, pulverizadores anti-insetos

Sintomas

Independentemente da causa ou do tipo, a dermatite de contato causa prurido e erupção.

A dermatite de contato alérgica geralmente causa coceira intensa.

A dermatite de contato irritante causa mais dor do que coceira.

Para ambas, a erupção cutânea varia de vermelhidão leve, de curto período, a inchaço intenso e bolhas grandes. O mais frequente é a erupção conter bolhas diminutas. Surge apenas em zonas que estão em contato com a substância. A erupção cutânea aparece, primeiro, nas áreas com pele mais fina e sensível e, depois, nas áreas de pele mais espessa, ou sobre a pele que teve menor contato com a substância, dando a impressão de a erupção se ter propagado.

Dermatite de contato alérgica
Dermatite de contato alérgica
IMAGEM FORNECIDA PELO DR. THOMAS HABIF.

A erupção cutânea ocorre frequentemente em um padrão que sugere exposição a uma substância específica. Por exemplo, a hera venenosa causa a formação de estrias semelhantes a riscos na pele. A dermatite de contato não contagia outras pessoas, ou outras partes do corpo, que não estiveram em contato com a substância só pelo contato com a erupção ou com o líquido da bolha.

Diagnóstico

  • Uma avaliação médica e o histórico da pessoa
  • Teste de uso
  • Teste com adesivo (patch test)

A identificação da causa da dermatite nem sempre é fácil. A profissão da pessoa, seus passatempos, afazeres domésticos, viagens, roupas, uso de medicamentos tópicos (medicamentos aplicados na pele), cosméticos e as atividades dos outros membros da casa devem ser levados em conta. A maioria das pessoas não tem consciência de todas as substâncias que tocam na sua pele. Muitas vezes, a localização e o padrão da erupção cutânea inicial fornecem um indício importante, especialmente se a erupção cutânea estiver por baixo de uma peça de vestuário ou de uma joia, ou apenas nas zonas expostas à luz solar. No entanto, muitas substâncias em que as pessoas tocam com as mãos são transmitidas inadvertidamente para a face, onde a pele facial, mais sensível, pode reagir, ainda que as mãos não o façam.

O teste de uso, no qual uma substância suspeita é aplicada longe da área original da dermatite de contato (geralmente no antebraço), é útil quando perfumes, xampus ou outras substâncias usadas em casa podem ser a causa.

Se o médico suspeitar de dermatite de contato e um processo de eliminação não ajudar a identificar a causa, pode ser realizado o teste com adesivo. Para esse teste, são colocados sobre a pele pequenos emplastros com possíveis agentes causadores de dermatite, durante 1 ou 2 dias, para comprovar se se verifica erupção sob algum deles. Mesmo sendo útil, o teste com adesivo é complicado. Apesar de ser muito útil, esse exame é complicado, porque as pessoas podem ser sensíveis a muitas substâncias e a substância à qual a pele reagiu pode não ser a causa da dermatite. O médico deve decidir que substâncias testar, tendo em conta as substâncias às quais a pessoa pode ter estado exposta.

Prognóstico

A dermatite de contato pode levar até três semanas para desaparecer. Depois que as pessoas reagem a uma substância, elas geralmente reagirão pelo resto da vida. Pessoas que têm dermatite de contato fotoalérgica podem continuar a manifestar surtos induzidos pelo sol por anos a fio (chamado reação persistente à luz).

Prevenção

Para prevenir a dermatite de contato, deve evitar-se o contato com a substâncias que a causam (substância causadora). Se houver contato, a substância deve ser eliminada da pele, imediatamente, com água e sabão. A utilização de luvas e roupa protetora pode ser útil se as pessoas se encontrarem em risco de exposição contínua. Existem, também, cremes que podem bloquear determinada substância, como o veneno da hera venenosa e resinas epóxi, para evitar o seu contato com a pele. A dessensibilização com injeções ou comprimidos que contêm a substância causadora não é eficaz para prevenir a dermatite de contato.

Tratamento

Retirada da substância que está causando o problema

Medidas para aliviar a coceira

Corticosteroides e às vezes anti-histamínicos

O tratamento de dermatite de contato não é eficaz enquanto houver contato com a substância causadora do problema. Assim que eliminada a substância, a vermelhidão costuma desaparecer, após uma semana. As bolhas podem continuar a exsudar e a formar crostas, mas secam rapidamente. A descamação, a coceira e o espessamento temporário da pele podem durar dias ou semanas.

A coceira e as bolhas podem ser aliviadas com uma série de medicamentos aplicados na pele ou administrados por via oral. Além disso, pequenas áreas de dermatite podem ser acalmadas através da aplicação de gaze, ou pano fino, embebida em água fria ou acetato de alumínio (solução de Burow), várias vezes ao dia, durante uma hora. As zonas maiores podem ser tratadas com banhos rápidos de água fresca, com ou sem aveia coloidal.

Muitas vezes, um corticosteroide é aplicado na pele afetada. A hidrocortisona de venda livre pode ajudar. Se não ajudar, o médico prescreve um creme com corticosteroide. Se a erupção cutânea for particularmente grave, um corticosteroide pode ser administrado por via oral. Se a coceira for grave, pode-se tentar a administração de hidroxizina ou difenidramina (ambas são anti-histamínicos) por via oral.

Dermatite causada por hera venenosa

Cerca de 50 a 70% das pessoas são sensíveis ao óleo vegetal urushiol contido na hera, no carvalho e no sumagre venenoso. Também se encontram óleos semelhantes dentro das cascas do caju, das folhas, seiva e pele da fruta da manga. Uma vez que uma pessoa seja sensível ao contato com esses óleos, a exposição subsequente causa dermatite de contato.

Os óleos são rapidamente absorvidos e penetram na pele, mas podem permanecer ativos na roupa, nas ferramentas e no pelo de animais domésticos, durante períodos prolongados de tempo. O fumo das plantas queimadas também contém óleo e pode causar uma reação em algumas pessoas.

Os sintomas de dermatite por hera venenosa começam entre 8 e 48 horas depois do contato e consistem no aparecimento de uma coceira intensa, uma erupção cutânea avermelhada e várias bolhas, que podem ser diminutas ou muito grandes. Geralmente, as bolhas estão localizadas em linha reta e seguem a rota deixada pela planta ao friccionar na pele. A erupção cutânea costuma ocorrer em diferentes momentos, em várias localizações, seja por contato repetido com a roupa contaminada e outros objetos ou porque algumas partes da pele são mais sensíveis do que outras. O líquido da bolha, em si, não é contagioso. A coceira e a erupção cutânea duram entre 2 e 3 semanas.

Identificar as plantas e evitar o contato com estas é a melhor forma de prevenção. Podem ser aplicados alguns cremes obstrutivos comerciais e loções antes de uma exposição, para minimizar, mas não prevenir completamente, a absorção do óleo pela pele. O óleo pode penetrar pelas luvas de látex. Lavar a pele com água e sabão previne a absorção do óleo, se isso for feito imediatamente. Os solventes mais fortes, como acetona, álcool e vários produtos comerciais, provavelmente não são mais eficazes. A insensibilização com injeções ou comprimidos (ou através da ingestão de folhas de hera venenosa) não é eficaz.

O tratamento de dermatite por hera venenosa ajuda a aliviar os sintomas, mas não encurta a duração da erupção cutânea. O tratamento mais eficaz é à base de corticosteroides. As áreas pequenas de erupção cutânea são tratadas com corticosteroides tópicos (medicamentos aplicados na pele), como triancinolona, clobetasol ou diflorasona, exceto na face e nos genitais, onde se devem aplicar apenas corticosteroides suaves, como a hidrocortisona a 1%. São administradas doses altas de corticosteroides por via oral às pessoas com grandes extensões eruptivas ou inchaço facial significativo. As compressas com água ou acetato de alumínio podem ser utilizadas nas zonas com bolhas de grande extensão. Os anti-histamínicos administrados por via oral podem aliviar a coceira. As loções e os cremes que contêm anti-histamínicos praticamente não são utilizados.

Fonte: Por Mercedes E. Gonzalez, MD, University of Miami Miller School of Medicine

Reviews
5
Speed
Quality
Price
Friendly

Comment(1)

  • DavidTes

    15 de fevereiro de 2020

    Hello! momentosaude.com.br

    Did you know that it is possible to send business proposal perfectly lawfully?
    We provide a new legal method of sending commercial offer through contact forms. Such forms are located on many sites.
    When such business proposals are sent, no personal data is used, and messages are sent to forms specifically designed to receive messages and appeals.
    Also, messages sent through contact Forms do not get into spam because such messages are considered important.
    We offer you to test our service for free. We will send up to 50,000 messages for you.
    The cost of sending one million messages is 49 USD.

    This letter is created automatically. Please use the contact details below to contact us.

    Contact us.
    Telegram – @FeedbackFormEU
    Skype live:feedbackform2019
    Email – feedbackform@make-success.com

Sorry, the comment form is closed at this time.