Back

A preparação dos médicos para o atendimento em telemedicina

A preparação dos médicos para o atendimento em telemedicina

O trabalho em casa, que antes era uma facilidade oferecida por algumas empresas, acabou se tornando uma realidade que, mesmo com a retomada, promete se manter  nem que seja em um regime misto. O home office veio mesmo para ficar. E a telemedicina também.

Do mesmo jeito que trabalhadores de outros segmentos adaptaram suas residências para o trabalho remoto e reuniões on-line, os profissionais da saúde que iram atender por telemedicina precisam de todo uma preparação especial para que as consultas ocorram da melhor maneira possível.

A escolha da Plataforma

O Hospital Consulta Online (HCO) é um portal especializado em telemedicina que tem como objetivo ajudar empresas, médicos e pacientes a se conectarem através de sua tecnologia.

Possui uma solução global de telemedicina que conecta médicos a pacientes dando agilidade e praticidade ao atendimento e monitoramento.  Onde o atendimento remoto e acompanhamento continuado dos pacientes são feitos por diversos médicos e clinicas selecionadas. E você tem a possibilidade de escolher por quem quer ser atendido de forma online e rápida.

Estando 24h à sua disposição para telemedicina, com uma equipe médica altamente qualificada e validada para ajuda-lo no que for preciso de forma simples. E dentro das normas de Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Quer fazer parte doutor deste time?

É só entrar em contato 08005577007

 

Atendimento por telemedicina

Tudo começa pela escolha do ambiente, que precisa ser calmo, tranquilo, silencioso, para que a consulta aconteça sem maiores intercorrências.

A ambientação precisa ser clara, iluminada, com um fundo preferencialmente branco ou o mais minimalista possível, para que apenas a imagem do médico se destaque no momento em que a chamada acontece.

E enquanto o paciente e o médico podem acessar a plataforma via celular, computador, tablet, tanto faz o meio. Mas algumas dicas para você doutor você precisar estar sentado, concentrado, em um ambiente seguro e controlado, dando à pessoa do outro lado da tela a atenção máxima para a solução de suas questões.

Uma boa conexão com a internet, obviamente, é mais do que recomendada, para que as chamadas em vídeo não passem por nenhum tipo de sobressalto, não fiquem travando  e, portanto, o computador deve estar com a menor quantidade possível de janelas abertas ou programas em andamento.

Já para os médicos com habilitação para prescrição da receita eletrônica, pede-se que, para garantir a segurança do processo, ele tenha cuidado com suas senhas e só utilize seu certificado digital em computadores de uso pessoal ou que sejam seguros, devendo evitar computadores públicos.

No fim, é tudo pensado para o conforto dos dois lados da tela, tanto do médico (que vai poder exercer seu trabalho com tranquilidade e segurança) quanto para o beneficiário (paciente), que vai se sentir plenamente atendido e cuidado, mesmo à distância.

Uma preparação para todo mundo sair ganhando na luta da telemedicina e assim também gerando um cuidado onde o paciente e o médico estão no conforto do seu lar ser ter o risco de contaminação da covid.