Back

O que é Aspergilose

A aspergilose é uma doença causada por fungos filamentosos do gênero Aspergillus, que normalmente afeta os pulmões.. Estes organismos podem ser facilmente encontrados no solo, na água e em diversos materiais orgânicos em decomposição. Existem aproximadamente 200 espécies de Aspergillus, porém somente uma minoria é patogênica ao ser humano, sendo A. fumigatus, A. flavus e A. niger os mais comuns. A aspergilose pulmonar pode apresentar-se de várias formas de acordo com a arquitetura do pulmão adjacente, da resposta imune do hospedeiro e do grau de inóculo inalado, sendo classificada em saprófita ou aspergiloma, aspergilose broncopulmonar alérgica, aspergilose pulmonar necrotizante crônica (APNC) ou semi-invasiva e aspergilose invasiva. Neste relato, descrevemos um caso de APNC com lesão endobrônquica associada.

Uma bola de fibras micóticas, coágulos de sangue e glóbulos brancos do sangue podem se formar nos pulmões ou seios paranasais.

As pessoas podem não ter sintomas ou podem desenvolver tosse com expectoração de sangue, febre, dor no peito e dificuldade respiratória.

Se os fungos se espalharem para o fígado ou rins, esses órgãos podem ter problema de funcionamento.

O diagnóstico geralmente envolve uma radiografia ou tomografia computadorizada e, se possível, cultura de uma amostra de material infectado.

São usados medicamentos antifúngicos e, por vezes, é necessária uma cirurgia para remover as bolas de fungos.

O Aspergillus é muito comum no meio ambiente, tanto interno quanto externo, e ocorre frequentemente no adubo, nos condutos de ar e no pó do ar. Esses fungos são, portanto, inevitáveis.

Geralmente, a aspergilose é causada pela inalação de esporos de Aspergillus. A maioria das pessoas inala esses esporos todos os dias sem ser afetada. Mas se o sistema imunológico estiver debilitado, haverá mais probabilidade de infecção, pois a aspergilose é uma infecção fúngica oportunista (ou seja, ela se aproveita de um sistema imunológico enfraquecido). O sistema imunológico pode ficar debilitado por:

  • Distúrbios que afetem o sistema imunológico (incluindo AIDS e alguns distúrbios hereditários)
  • Medicamentos, como corticosteróides (se forem tomadas doses elevadas por um período prolongado), quimioterapia para câncer ou medicamentos usados para prevenir a rejeição de um transplante de órgão
  • A aspergilose possui várias formas:

Aspergiloma pulmonar: A aspergilose geralmente se desenvolve em espaços abertos do organismo, como as cavidades que se formam nos pulmões, causadas por doenças pulmonares preexistentes. A infecção pode também se desenvolver nos canais auditivos e nos seios paranasais. Nos seios paranasais e nos pulmões, a aspergilose manifesta-se normalmente sob a forma de uma massa arredondada (aspergiloma) composta por uma rede intrincada de fibras micóticas, coágulos de sangue e glóbulos brancos do sangue. A massa arredondada aumenta gradualmente, destruindo o tecido pulmonar no processo, mas geralmente não se espalha a outras áreas.

Aspergilose invasiva: Com menor frequência, a aspergilose pode chegar a ser muito agressiva e se espalhar rapidamente pelos pulmões e, por vezes, através da corrente sanguínea, até o cérebro, coração, fígado e rins. Essa disseminação rápida surge principalmente em pessoas com um sistema imunológico muito debilitado.

Aspergilose broncopulmonar alérgica: Algumas pessoas que têm asma ou fibrose cística desenvolvem uma reação alérgica crônica com tosse, respiração sibilante e febre se o Aspergillus colonizar o revestimento das vias aéreas.

Aspergilose superficial: esta forma é incomum. Ela pode desenvolver-se em queimaduras, sob bandagens, após lesões nos olhos, ou nos seios paranasais, na boca ou no canal auricular.

Sintomas

Aspergiloma pulmonar

Aspergiloma
IMAGEM CEDIDA POR CORTESIA DE M. RENZ, POR INTERMÉDIO DA BIBLIOTECA DE IMAGENS DE SAÚDE PÚBLICA DOS CENTROS DE CONTROLE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS DOS EUA.

A massa fúngica nos pulmões pode não causar sintomas e pode ser descoberta somente quando uma radiografia do tórax é obtida por outras razões. Ou pode causar expectoração repetida de sangue e, raramente, sangramento grave e até mesmo fatal.

Aspergilose invasiva

Uma infecção rapidamente invasiva nos pulmões muitas vezes causa tosse, febre, dor no peito e dificuldade respiratória. Sem tratamento, essa forma de aspergilose invasiva é fatal.

Aspergilose que se espalha a outros órgãos faz as pessoas ficarem muito doentes. Os sintomas incluem febre, calafrios, choque, delírio e coágulos sanguíneos. Insuficiência renal, insuficiência hepática (causando icterícia) e dificuldade respiratória podem aparecer. A morte pode ocorrer rapidamente.

Aspergilose superficial

A aspergilose do canal auditivo causa coceira e dor ocasional. O líquido que drena do ouvido durante a noite pode manchar o travesseiro.

A aspergilose dos seios paranasais provoca uma sensação de congestão e, por vezes, dor ou secreções ou mesmo sangramento do nariz.

Diagnóstico

Cultura, exame e análise de uma amostra de material infectado

Os médicos suspeitam de aspergilose com base nos sintomas. Uma radiografia ou tomografia computadorizada (TC) da área infectada pode fornecer indícios para estabelecer um diagnóstico.

Para identificar o fungo, os médicos geralmente têm que enviar uma amostra do material infectado para um laboratório para cultivo (cultura), exame e análise. Uma sonda de visualização (broncoscópio ou rinoscópio) pode ser utilizada para obter esse material dos pulmões ou seios paranasais. Às vezes, é necessária uma biópsia para obter uma amostra.

Tratamento

Medicamentos antifúngicos

Às vezes, cirurgia para retirar os fungos.

A aspergilose que afeta somente um seio paranasal ou uma única área do pulmão requer tratamento, mas não representa perigo imediato porque ela progride lentamente. No entanto, se a infecção for generalizada ou se as pessoas parecerem seriamente enfermas ou estiverem com o sistema imunológico debilitado, o tratamento é iniciado imediatamente.

A aspergilose invasiva é tratada com medicamentos antifúngicos como voriconazol, isavuconazol ou, às vezes, posaconazol ou itraconazol. Contudo, certas formas do Aspergillus não respondem a esses medicamentos e pode ser necessário o tratamento com anfotericina B ou com uma combinação de medicamentos. Qualquer problema que esteja debilitando o sistema imunológico deve ser sanado, se possível. Por exemplo, os médicos podem aconselhar as pessoas que estão tomando corticosteróides, os quais suprimem o sistema imunológico, a parar.

A aspergilose do canal auditivo é tratada raspando-se o fungo e aplicando-se gotas de medicamentos antifúngicos. O acúmulo de fungos localizado nos seios paranasais deve, geralmente, ser extraído cirurgicamente.

As bolas de fungo nos pulmões geralmente não requerem tratamento com medicamentos e geralmente não respondem a medicamentos. Se essas bolas causarem sangramento (fazendo as pessoas expelir sangue ao tossir) ou outros sintomas, pode ser necessário retirá-las cirurgicamente. A cirurgia cura a infecção, mas muitas vezes oferece riscos, pois muitas dessas pessoas têm outros distúrbios.

Fonte: Por Sanjay G. Revankar, MD, Wayne State University School of Medicine traduzido por Momento Saúde

Reviews
5
Speed
Quality
Price
Friendly
Summary

A aspergilose é uma infecção causada pelo fungo Aspergillus, que normalmente afeta os pulmões.